Palavras guardadas

sexta-feira, 21 de agosto de 2015




Palavras ficam guardadas
hibernam em poemas incompletos
ressonam e engordam na mediocridade
esperando uma inspiração sazonal
ignorando as provocações da alma
engolindo raiva, babando discórdia
engasgando no próprio grito
sufocando num canto escuro e sujo.


Seja o primeiro a comentar.

Postar um comentário